AEB Diário – quarta-feira, 07/10/2020

Legislação

1 – Legislação Federal publicada na Edição do DOU de 07.10.2020 – Edição:

Pág. 11 – Portaria Secretaria Especial de Fazenda nº 21.794, de 05/10/2020 – Abre aos Orçamentos Fiscal e da Seguridade Social da União, em favor de Transferências a Estados, Distrito Federal e Municípios, e Operações Oficiais de Crédito, crédito suplementar no valor de R$ 501.536.455,00, para reforço de dotações constantes da Lei Orçamentária vigente.

Consultar DOU 07.10.2020

Notícia

Informamos que foi realizada uma live pela AEB sobre nossas ações contra o Cartel de Câmbio, visando sanar dúvidas da iniciativa. O webinar continua disponível no nosso canal do youtube. 

Movimentação dos terminais privados cresce 6,8% no segundo trimestre de 2020, segundo dados da ANTAQ
A movimentação dos terminais portuários privados brasileiros cresceu 6,8% no segundo trimestre de 2020, quando comparado com o mesmo período de 2019, aponta relatório da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ). O avanço foi impulsionado, principalmente, pelo crescimento na movimentação de soja (+32,6%) e petróleo e derivados (+23,6%). [Leia a matéria completa em Comex do Brasil]

Exportação de veículos retrocede no tempo com queda de 34% e tem o pior desempenho dos últimos 21 anos
A indústria automobilística nacional deverá fechar o ano com um total de 284 mil unidades exportadas,  uma queda de 34% em relação ao ano de 2019, e registrando o pior volume de embarques de veículos para o exterior desde o ano de 1999. Os dados relativos a esse tombo histórico fazem parte do balanço das atividades do setor no mês de setembro, divulgados hoje (7), em São Paulo, pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). [Leia a matéria completa em Comex do Brasil]

Brasil questiona intenção do Reino Unido em endurecer importação de commodities
Um pequeno desentendimento pode estar surgindo na relação comercial entre Brasil e Reino Unido. Acontece que os principais supermercados, produtores de gado e fabricantes de alimentos do país europeu enviaram uma carta aberta ao governo britânico em que dizem que os atuais planos para combater o desmatamento nas cadeias de abastecimento não vão ser suficientes para barrar o desflorestamento e pedem uma regulamentação ainda mais dura. Empresas como Mcdonald’s e Nestlé estão pedindo ao governo britânico leis mais severas contra desmatamento no exterior. [Leia a matéria completa em Canal Rural]