AEB Diário – quarta-feira, 30/09/2020

 

Legislação

1 – Legislação Federal publicada na Edição do DOU de 30.09.2020 – Edição:

Pág. 214 – Instituição Normativa BCB nº 21, de 29/09/2020 – Altera o Leiaute e as Instruções de Preenchimento do documento 3040 – Dados de Risco de Crédito, do Sistema de Informações de Créditos (SCR), de que tratam a Circular nº 3.870, de 19 de dezembro de 2017, e a Carta Circular nº 3.869, de 19 de março de 2018, tendo em vista as medidas adotadas para o combate dos efeitos da pandemia de Coronavírus na economia.

Pág. 292 – Portaria Ministério das Relações Exteriores nº 336, de 29/09/2020 – Modifica a Portaria nº 82, de 14 de fevereiro de 2020, lista os atos normativos inferiores a decreto que serão revisados e declara revogados os atos normativos já examinados, nos termos do Decreto 10.139, de 28 de novembro de 2019, no âmbito do Ministério das Relações Exteriores.

Consultar DOU 30.09.2020

 

Notícias

Informamos que foi realizada uma live pela AEB sobre nossas ações contra o Cartel de Câmbio, visando sanar dúvidas da iniciativa. O webinar continua disponível no nosso canal do youtube. 

Instituto Mercosul realiza pesquisa para fomentar o comércio exterior em Maringá e região
Com a missão de fomentar o comércio exterior em Maringá e região, o Instituto Mercosul, em parceria com a Associação Comercial e Empresarial de Maringá (Acim) – por meio do Departamento de Pesquisa e Estatística (Depea) -, está realizando a pesquisa “Panorama do Comércio Exterior de Maringá”. O objetivo é conhecer melhor o relacionamento das empresas e profissionais com o comércio internacional. [Leia a matéria online em GMC online]

Fendt: entrevero entre EUA e China não nos prejudica em nada
O secretário especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia, Roberto Fendt, avaliou nesta terça-feira, 29, que a disputa comercial entre os Estados Unidos e a China não trouxe impactos para o Brasil no comércio global. [Leia a matéria completa em IstoÉ]

Brasil tem recuperação econômica surpreendente, mas “risco fiscal está em toda parte”, afirmam economistas da FGV
Em meio à crise gerada pela pandemia, o Brasil vem apresentando uma recuperação econômica surpreendente, puxada principalmente pelo bom desempenho dos setores de construção civil, indústria e comércio, aliado aos estímulos fiscais e monetários, como o auxílio emergencial. [Leia a matéria completa em InfoMoney]