AEB Diário – quinta-feira, 12/08/2021

Legislação

1 – Legislação Federal publicada na Edição do DOU de 12.08.2021 – Seção 01:

Pág. 31 – Instrução Normativa Secretaria Especial da Receita Federal Do Brasil nº 2.041, de 05/08/2021 – Altera a Instrução Normativa RFB nº 2.022, de 16 de abril de 2021, que dispõe sobre a entrega de documentos e a interação eletrônica em processos digitais no âmbito da Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil.

Consultar seção 01 DOU 12.08.2021

Notícias

Na última sexta feira, 06/08 a Câmara de Logística Integrada da AEB realizou uma reunião onde foram debatidos os temas BR DO MAR; DOCUMENTO ELETRÔNICO DE TRANSPORTE – DTe; ACORDOS BILATERAIS DE NAVEGAÇÃO – URUGUAI e ARGENTINA. O link para acessar a reunião encontra-se no nosso site oficial

Exportações do agro atingem recorde de US$ 11 bilhões em julho alavancadas pela alta das commodities
As exportações do agronegócio em julho deste ano chegaram ao valor recorde de US$ 11,29 bilhões, 15,8% superior ao exportado no mesmo mês do ano passado (US$ 9,75 bilhões). De acordo com a análise da Secretaria de Comércio e Relações Internacionais (SCRI) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o crescimento das exportações está ligado à elevação do índice de preços dos produtos do agronegócio exportados pelo Brasil, que foi de 28,5% na comparação entre julho de 2020 e julho de 2021. [Leia a matéria completa em Comex do Brasil]

Valorização de commodities puxa a balança do agronegócio para valor recorde de US$ 11 bilhões em julho
As exportações do agronegócio em julho deste ano chegaram ao valor recorde de US$ 11,29 bilhões, 15,8% superior ao exportado no mesmo mês do ano passado (US$ 9,75 bilhões). [Leia a matéria completa em Informe Paraná Cooperativo]

Ameaças à democracia respingam na economia brasileira e retraem decisões de investimento
O Brasil parecia levantar a cabeça da areia movediça formada pela pandemia do coronavírus. Com a vacinação finalmente avançando e o início dos debates sobre reformas no Congresso, os agentes econômicos esfregavam as mãos à espera da ansiada retomada depois do pesadelo com a covid-19. Mas aí começou outro estorvo, “tão grave quanto o anterior”, como definiu um especialista. O presidente Jair Bolsonaro passou a insuflar uma crise política que não estava no horizonte, com ameaças democráticas que colocaram o Supremo Tribunal Federal (STF) e as eleições de 2022 no centro do debate nacional. “Passamos a viver sob o imponderável. Quem tem de tomar decisões de investimento vai pensar muito antes de fazê-lo diante dessas turbulências”, alerta José Augusto Castro, presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB). Nesta terça, foi um desfile de tanques do Exército em frente ao Palácio do Planalto, em mais uma provocação contra os deputados que votariam a volta do voto impresso, proposta que acabou derrotada na Câmara. [Leia a matéria completa em El Pais]