AEB Diário – segunda-feira, 31/05/2021

Legislador

1 – Legislação Federal publicada na Edição do DOU de 30.05.2021 – Seção 01:

 

Pág. 72 – Resolução GECEX nº 207, de 28/05/2021 Aprova o Regimento Interno do Comitê de Alterações Tarifarias.

Pág. 73 – Resolução GECEX nº 208, de 29/05/2021 Dispõe sobre a apreciação dos pedidos de reconsideração em face da Resolução GECEX nº 160, de 18 de fevereiro de 2021, publicada no D.O.U. de 19 de fevereiro de 2021 e republicada em 25 de fevereiro de 2021.

Pág. 74 – Resolução GECEX nº 209, de 28/05/2021Altera a Lista de Autopeças não Produzidas, constantes dos Anexos I e II da Resolução nº 23, de 30 de dezembro de 2019, do Comitê-Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior.

Pág. 76 – Resolução GECEX nº 210, de 28/05/2021 – Altera o Anexo II da Resolução nº 125, de 15 de dezembro de 2016.

Consultar seção 01 DOU 31.05.2021

Notícias

Exportador de primeira viagem aproveita dólar alto
A negociação é simples, os produtos brasileiros estão baratos e as regras são definidas no momento em que a gente faz a venda. Faz sentido dar mais atenção para a exportação”, resume Rafael Matuschka, 29, sócio da fabricante de calçados paulistana Matuschka Mia. A empresa fechou contratos na Europa e nos Estados Unidos durante a pandemia. (…) Para o presidente-executivo da AEB (Associação de Comércio Exterior do Brasil), José Augusto de Castro, as empresas brasileiras não podem contar com o câmbio como fator de aumento da competitividade no exterior. “É preciso avançar em reformas para reduzir o custo de produção no país.” [Leia a matéria completa em Diario de Cuiaba]

CNI vê com preocupação acordos em negociação com países da Ásia e teme queda no emprego e na produção
Os acordos comerciais em negociação com Coreia do Sul, Indonésia e Vietnã poderão resultar em impacto negativo para a economia como um todo e para setores específicos, sobretudo os intensivos em mão de obra e tecnologia. Esses acordos podem gerar queda do emprego e produção em até 21 segmentos da economia e provocarão um déficit comercial adicional com esses países de US$ 12,8 bilhões ao ano, mostra avaliação de impacto da Confederação Nacional da Indústria (CNI). [Leia a matéria completa em Comex do Brasil]

Exportação de produtos de alta tecnologia tem o pior índice da série histórica iniciada em 2010
As exportações de produtos de alta intensidade tecnológica cresceram 4% no primeiro trimestre de 2021 na comparação com o mesmo período do ano passado. O valor passou de US$ 1,29 bilhão para US$ 1,35 bilhão. Apesar do crescimento, esse foi o segundo pior 1º trimestre desde o início da divulgação dos dados por intensidade tecnológica, em 2010. O pior foi exatamente o 1º trimestre de 2020. Os dados são de análise inédita da Confederação Nacional da Indústria (CNI), que passará a divulgar essa avaliação trimestralmente, dentro do Panorama do Comércio Exterior. [Leia a matéria completa em Comex do Brasil]