AEB Diário – sexta-feira, 11/06/2021

Legislação

1 – Legislação Federal publicada na Edição do DOU de 11.06.2021 – Seção 01:

Pág. 110 – Portaria SECEX nº 94, de 10/06/2021 – Altera a Portaria Secex nº 23, de 14 de julho de 2011, publicada no DOU de 19 de julho de 2011, e a Portaria Secex nº 87, de 31 de março de 2021, publicada no DOU de 6 de abril de 2021.

Pág. 110 – Portaria SECEX nº 95, de 10/06/2021 – Altera a Portaria nº 19, de 2 julho de 2019, publicada no Diário Oficial da União de 3 de julho de 2011, e que dispõe sobre a emissão de licenças, autorizações, certificados e outros documentos públicos de exportação por meio do Portal Único de Comércio Exterior do Sistema Integrado de Comércio Exterior – SISCOMEX.

Pág. 110 – Portaria SECEX nº 96, de 10/06/2021 – Estabelece critérios para alocação de cota para importação, determinada pela Resolução do ComitêExecutivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior nº 210, de 28 de maio de 2021.

Consultar seção 01 DOU 11.06.2021

Notícias

CEBC e CEBRI promovem webinar sobre “O que esperar do comércio Brasil-China nos próximos 15 anos”
“O que esperar do comércio Brasil-China nos próximos 15 anos” é o título do webinar que o CEBC realizará no dia 16 de junho em parceria com o CEBRI. A discussão terá por base o estudo “China-LAC Trade: Four Scenarios for 2035”, lançado pelo Atlantic Council. A co-autora do documento, Tatiana Prazeres, apresentará suas principais conclusões, com foco no Brasil. Em seguida, os cenários serão debatidos pelo embaixador Sarquis José Buainain Sarquis, secretário de Comércio Exterior e Assuntos Econômicos do Itamaraty, Larissa Wachholz, chefe do Núcleo China do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e Constanza Negri, gerente de Diplomacia Empresarial e Competitividade do Comércio da Superintendência de Desenvolvimento Industrial da Confederação Nacional da Indústria.  [Leia a matéria completa em Comex do Brasil]

Brasil e Argentina conferem prioridade total à recuperação da corrente de comércio bilateral
Recuperar o fluxo do comércio bilateral deve ser a prioridade do Brasil e da Argentina, revertendo a forte queda que fez com que de 211 a 2020 a corrente de comércio (exportações+importações)  entre os dois países caísse de cerca de US$ 40 bilhões para US$ 16 bilhões. O embaixador brasileiro na Argentina, Reinaldo José de Almeida Salgado, disse que o crescimento dos países passa, necessariamente, pelo desenvolvimento do setor produtivo. Ele ressaltou que a pauta do comércio bilateral é qualificada, composta sobretudo por bens industrializados. [Leia a matéria completa em Comex do Brasil]

Após reunião, Fernández e Sánchez destacam importância de acordo UE-Mercosul
O presidente da Argentina, Alberto Fernández, e o chefe de governo da Espanha, Pedro Sánchez, se reuniram nesta quarta-feira, 9, e destacaram a importância de encontrar um entendimento entre União Europeia e o Mercosul sobre o acordo comercial. As declarações foram feitas em conferência de imprensa em Buenos Aires, após uma reunião com empresários. [Leia a matéria completa em IstoÉ]