A AEB

A AEB é uma entidade privada sem fins lucrativos, mantida, de forma exclusiva, pela contribuição de seus associados, sem qualquer ajuda financeira oficial. Para manter e aprimorar a qualidade de seus serviços e atuação, a AEB precisa da participação e engajamento das empresas, entidades e empresários que atuam no comércio exterior.

Associar-se à AEB significa apoiar uma Associação com mais de 50 anos de atuação em prol do comércio exterior. A entidade desenvolve atividades visando atender as demandas de seus associados, seja elaborando estudos, realizando seminários e encontros, debatendo ideias, apresentando sugestões, disseminando informações e propondo soluções.

Desde sua fundação, em 20 de agosto de 1970, em assembleia que elegeu a primeira diretoria, tendo como presidente Giulite Coutinho, como vice-presidente de finanças José Bonifácio de Abreu Amorim, como vice-presidentes Thomas de Souza Brasil Netto, Flavio Costa Brito, Antônio Guedes Muniz, Jessé Pinto Freire, Jorge Oscar Melo flores, Magnus Gregor Colin e Alfredo Marques Viana, e como secretário-geral Sylvio Piza Pedroza, a AEB vem pautando sua gestão em temas considerados prioritários para o mercado brasileiro, iniciados nas áreas de fretes e transportes, financiamento e seguro, operações e marketing e que culminou com importante estudo sobre contêineres.

A AEB representa o empresariado de comércio exterior em diferentes foros governamentais e privados, e mantém contatos frequentes com autoridades nacionais e internacionais para o encaminhamento de propostas de interesse dos associados e do empresariado de comércio exterior e de atividades congêneres e afins.

Entre os temas que formam os propósitos da AEB destaca-se a redução do conhecido “Custo-Brasil’, que envolve custos tributários, burocráticos, logísticos, financeiros, trabalhistas, infraestrutura, etc, fatores indispensáveis para se atingir o objetivo de crescimento sustentável e qualificado do comércio exterior brasileiro e ampliar a participação do Brasil no cenário mundial, tanto de bens como de serviços.